11.1.09

Tudo É Como Dantes


Occupation 101: Voices of the Silenced Majority
Pequeno excerto do Documentário realizado por Sufyan Omeish e Abdallah Omeish, 2006


Tudo está ainda como dantes
desde que partimos para a guerra
desde a infância
Talvez o sol destes anos tenha desbotado o branco
das cortinas
as pedras da alameda se tenham arredondado e
ganho brilho
Talvez a erva tenha crescido
ou tenha secado
As três vidraças estão como dantes
tal como a fotografia de família
o Corão encadernado
o rosário da avó desaparecido
Tudo está como dantes
nada mudou
excepto nós
nós que caímos
do sino da escola
na guerra
e ainda não voltámos

GUASSANE ZAQTANE
in Pequena Antologia da Poesia Palestiniana Contemporânea
Selecção e tradução de Albano Martins
Edições ASA, 2004, pp. 52

2 comentários:

Mona Lisa disse...

Bom dia Rosário

Li-te no meu cantinho.Gostei de te ver por lá.
Tenho acompanhado os poemas que tens no blog. São chocantes , mas realistas.

Somos decerteza primas afastadas...com as mesmas raízes, mesmo que profundas.
Tb gosto de visitar o teu blog da escola...tenho saudades dos miúdos...

Bjs.
A prima afastada

Lisa

MRF disse...

Beijo sem-ser-de-Gioconda ;)