4.6.05

A técnica da máscara

Verve Remix

A técnica da máscara é um sistema de interpretação do actor que desenvolve um conjunto de instruções que lhe permitem representar mascarado.
Tratando-se de um objecto extremamente convencional, anti-natural mesmo, a máscara enquanto instrumento de comunicação obriga ao cumprimento de regras específicas, regras essas que afastam a representação para o domínio oposto ao naturalismo.
A sua principal tese baseia-se na distanciação entre o Eu e a Personagem, ou seja o actor mostra-a ao invés de sê-la.
Esta regra, também conhecida por Regra dos 3 Segundos (eu + 3 segundos, já não sou eu), é o princípio fundamental para, eliminando todo o foco de espontaneidade, se abrir a porta da teatralidade.
Estes 3 segundos são, assim, por excelência, o próprio teatro, uma vez que o actor guardou uma margem temporal para se despersonalizar, podendo assim decidir "o que fazer", "quando" e "como".

Texto de António Pino Custódio
Para Além do Tejo
Teatro Meridional

E nós, bloggers, usamos a Técnica da Máscara ou não?

15 comentários:

Amaral disse...

Não sei se a técnica é a da máscara, mas a blogosfera é um palco especial. A virtualidade confere-lhe o cunho confidencial de quem representa incógnito. A arte que demonstra chega a camuflar a própria autenticidade. O trigo e o joio andam juntos, quase sem se reconhecerem...

rodrigo terra disse...

No meu caso, posso dizer que não... há omissões, "censurados", mas que certamente não existiam se o meu blog (estou só a falar do meu caso) não se tivesse tornado mais público do que eu desejava.
Fora de tópico: o teu blog está tão bonito e fofinho que apetece dar-lhe beijinhos. Great look, Miss Rosário.
Desejos de um bom domingo, e um abraço do dorminho Batatas.

Ananda disse...

Eu acho que todos os bloggers têm uma máscara de vez em quando, bats ver que há certos aspectos das vidas dos ditos bloggers que são meio escondidos ou camuflados. O mais engraçado é essa ideia de estar icógnito. Não sei até que ponto isso é mesmo assim... Beijinhos, Maria!

Santos Passos disse...

É possível usar essa técnica nos blogs. Mas analisar os blogs pelas técnicas do teatro, penso que seria reducionismo inútil. Há que fazer-se uma análise a partir de seus elementos próprios.

kimikkal disse...

É possível, sim senhoras.

Pessoalmente, o retrato espelhado no 7 Meses ao início era mais fiel do que agora.

Gotinha disse...

Isto está diferente, não??!
:-)
Bom dia!!

Ilidio Soares disse...

Sua perguntinha é providencial...pensando aqui.
abçs
Ilidio

Anónimo disse...

É possível. E, para além da máscara, o uso do coturno também se manifesta com frequência. Abarço. OLima (ondas2.blogs.sapo.pt)

Rita disse...

A blogosfera é um mundo diferente do teatro.

Pelo menos, assim o vejo, assim o sinto.

Quanto às máscaras, quem não as usa, mesmo que de forma inconsciente, nesta e noutras situações?

Há aqui de tudo, como na farmácia.

mfc disse...

É inevitável que a usemos.
Como diria o Régio..."há coisas que terei pudor de contar seja a quem for"!

bin_tex disse...

Manuel só podias ser mesmo tu a citar Régio :)

Um abraço amigo,

Bin

K@ disse...

Eu uso... um bocadinho.
80% do que escrevo é verdade. O resto... é do "K@".

:-)

Resta saber o que é que é "80%" e o que é que é "o resto"...!

He He!

Hello! Ao tempo que já cá não vinha...!

Papo-seco disse...

A vida é um baile de máscaras

Acho que li isto em qualquer lado

não me parece que eu fosse capaz de “a construir”


;)

Didas disse...

Nós não. Nós somos a antítese da máscara. Usamo-la para nos podermos mostrar mais.

Isto digo eu que sou só uma descendente da Brites claro...

Maria Heli disse...

Minha querida,

Se partirmos do princípio que a vida é um palco, todos usamos, bloggers ou não!
Deves, como eu, ter lido Goffman! Está lá tudo...como se fosse impossível inventar algo de novo nesta matéria!

Ps. acabei de pensar que vou escrever um post sobre Goffman: "a apresentação do eu na vida de todos os dias".

és uma musa inspiradora...mesmo quando não fazes por isso :)
beijo