10.11.05

Faz de Conta

Tine Drepahl


faz de conta que a vida é mais bela do que a sombra
faz de conta que essa sombra não é maior do que tu
faz de conta que tens penas na cabeça e não no peito
faz de conta que as hastes que te seguram não se vêem
faz de conta que me contas uma história e eu creio
faz de conta
que as mãos falam o que os olhos lêem
faz de conta que me enganas e eu deixo
faz de conta que te despes mas sou eu que fico nu

faz de conta que o poema não é mais que um meigo gesto

faz de conta
de conta

conta


-me tu



Para ti, J.P. pelo ano 1 do Faz de Conta.

4 comentários:

jp disse...

eu já te expliquei que estas coisas, me tornam na gaja mais chorincas do planeta.
Mas vou manter o olho muito aberto como aquele lá de casa, e fazer que nem estou cá.( está giro o meu olho não está?)
faz de conta que nem me emocionei nem nada.
Abraço grande e beijo

MRF disse...

teste

jp disse...

Então repito, que era uma cena mais ou menos parecida:
eu já te tinha explicado que sou uma gaja chorincas. Estas coisas fazem-me mal ao coração. Mas faz de conta que não me emocionei nem nada.
Pronto,não era bem isto mas fazdeconta.
Abraço grande sentido e beijo

dameuntango disse...

Arrematei a 52. Heidi Laros (showtime. three boys)