28.3.06

V Edição do concurso O Escritor Famoso - Actos de Cinema


L'image-mouvement e L'image-temps em particular - ajudaram-me a perceber alguma coisa dos actos de cinema: do que vou fazer ao cinema e do que o cinema faz. Em que consistem estes actos? Consistem, digamo-lo com Deleuze, em "cortes que adquirem valor absouluto". Vou lá fazer cortes e o cinema faz cortes, ele que é feito de cortes. Que cortes são esses? São "blocos" ou "cristais" de tempo, quer dizer, de pensamento e de vida, a cujos actos podemos chamar: enquadrar, interiorizar, exteriorizar, simultaneizar, intensificar, (...). Mas é evidente que cada qual vive como pode: por isso, nem as imagens são (feitas) da mesma maneira nem se vivem da mesma maneira.

in Actos de Cinema - Crónica De Um Espectador,
Edmundo Cordeiro


As imagens de cinema têm esse poder extraordinário de criar sensações-pensamentos. Elas são sensações-pensamentos! Louco, o Escritor Famoso sugeriu-me que vos desafiasse a imaginar um acto de cinema... sem câmara. Diz-me que, de qualquer forma, os cineastas só se servem da câmara para a "suprimir".

Eu sei que é impossível escrever imagens sonoras. Mas peguem na vossa experiência mágica de ser espectador de cinema, e ofereçam-lhe o vosso acto de cinema possível. Sem audio-visual, como criar actos de cinema? Pensando imagem, amando imagem, esperando imagem, dirigindo os olhos.
Seleccionem o filme da vossa vida e acrescentem-lhe um novo acto. Envolvam-se com aqueles heróis de cinema que ousaram piscar-vos o olho. Façam-nos sair da tela, qual Cecilia na Rosa Púrpura do Cairo, para voltarem a lá entrar diferentes, ou mergulhem vocês no universo deles e deixem que eles vos transformem em radiação.
Imaginem realidades e imagens e fusionem-nas. Criem sentidos. Inventem diálogos.

Mas não esqueçam que se trata de um acto de cinema. A câmara fixa a personagem, de frente, de lado, de um ângulo de cerca de 45°, ou de costas. O olhar da câmara em relação com o olhar da personagem. Qual destes olhares será mais nítido? (a personagem pode sempre tentar furtar-se a que a expiem e captem)

Sintam-se livres. Experimentem. Criem (ou, pensando nas palavras de Manoel de Oliveira, recriem) o vosso Acto de Cinema de Autor.


O regulamento completo do Concurso será publicado brevemente. O Prazo para entrega dos textos-scripts termina a 9 de Abril (24h00). Os textos não poderão ter mais que 30 linhas (Fonte: Trebuchet, tamanho 12/normal).

Todos poderão participar (bloggers, não bloggers), podendo cada autor enviar 3 textos. Os bloggers que têm mais que um blogue, poderão usar diferentes nick names, mas agradecemos que respeitem o número limite de textos por autor.

Todos os concorrentes devem editar o seu próprio texto no blog O Escritor Famoso. A organização do Concurso será responsável pela uniformização da edição (e terá todo o prazer em esclarecer e apoiar aqueles que sintam alguma dificuldade). O login e palavra-passe são os mesmos: efamoso.

Nota extra: A organização ainda anda a pensar no prémio para o/s vencedor/es :))

Amigos, deslumbrem-nos!



Adenda: A organização deste concurso, considerando a petição que ilustríssimos amigos do Escritor Famoso subscreveram, aumenta para 60 o número máximo de linhas por texto.