21.7.05

Concurso O Escritor Famoso. Eleições Abertas



Apartir deste momento e até às 24 horas do dia 22 de Julho todos os visitantes deste blog poderão eleger o seu texto preferido, relativo ao escritor famoso que um dia apareceu na blogosfera e se pôs a passear de blog em blog.

Os Candidatos são:

1. George Cassiel: Era um escritor famoso. Sentou-se no degrau da porta de casa.(...)
Título: Andará um escritor a passear de blog para blog?

2. Wilson T do Escrita Solta: Bem. Não se percebe bem porquê (não eu claro cujos raciocínios não ultrapassam uma simplicidade provinciana) mas o indivíduo chegou lá a esse curral onde todos parecemos querer chegar (...) Também pode ler o texto aqui.
Título: O escritor famoso

3. George Cassiel: Queria ver-me livre daquilo que estava aqui dentro, algures entre a memória e uma visão do futuro, mas que não saía.(...)
Título: Confissões de um escritor famoso

4. Alfredo Caiano Silvestre do Souselense: Figura sombria. Alto. Magro. Escanzelado. Bigode farto e tingido pelos fumos. (...)
Título: José

5. Maria Heli do Amor e Ócio: Ela abordou o escritor famoso, segura nos gestos, na postura, na voz. (...)
Também pode ler o texto aqui.
Título: O escritor famoso

6. Angela do (In)Certezas: Afastou-se, enfiando as 149 páginas debaixo do braço. «Se calhar», pensou, «viu todo este volume e não tinha tempo». Ponderou. «Foi a camisola amarela.(...)
Título: O escritor famoso passou por aqui

7. Rui do Onde Mudar: Tinha comprado todos os seus livros. Via-o muitas vezes a almoçar na cantina e imaginou-se a pedir-lhe um autógrafo, uma audácia que nunca conseguiu pôr em prática. (...)
Título: O escritor famoso

8. Rosarinho do Farinha Amparo: A minha colega Carminho aproximou-se, excitada. Tocou-me no braço com o braço dela naquele gesto que se quer discreto e murmurou – "Olha o escritor que aparece na televisão ao sábado!" (...)
Título: A visita do escritor famoso

9. Ivar Corceiro do Bagaço Amarelo: Esta é a história dum violino que nunca o chegou a ser. É tocado, às vezes, durante horas a fio pelas mãos dum homem que bebe demais. Desculpem, que escreve demais.(...)
Título: Helena

10. Santa Cita: Custava-lhe. Mas tinha-lhe custado mais quando, tendo acedido ao pedido, tivera de dizer, "não presta". (...)
Título: O escritor famoso

11. Lilly Rose do Antes que me deite: Era um escritor famoso. antes de publicar.
Durante dez anos escreveu livros sem nunca pensar em publicá-los. Estipulou um horário, escrevia com método.(...)
Título: O escritor famoso

12. Joaquim Pavão: Vazio e generoso. Deu tanto e não ganhei nada. Tentei tocar-lhe na esperança de possuir algo mais do que a negação do ter. Ele sorria e entregava-me mais e mais.(...)
Título:(dedicado)a Boris Vian

13. André do Devaneios sem sentido: Entrou num bar...Sem clientes, o bar silencioso ainda o deprimiu mais... Pediu um Whisky... Qualquer um... Depois outro... Outro... Outro...(...)
Também pode ler aqui.
Título: sem título

14. Xinha do Bye Blog: As pessoas sempre achavam que lá por ser reconhecido teria uma maior possibilidade de saber se o que eles escreviam teria algum valor para quem lê.
Respondia-lhes não muito obrigado porque nada mais poderia fazer…(...)
Título: Anda um escritor famoso a passear de blog em blog

15. Transpose do Blue Velvet: Era um escritor famoso. Pronto, escritor, escritor famoso, é como quem diz. Era um gajo famoso, o chamado socialite, a celebridade que conseguia alinhavar umas linhas entre o chá das quatro e a ida ao ginásio. (...)
Título: E raid? Custa apenas dois euros...

16. mfc do Pé de meia: Todos os dias se sentava na mesma mesa do café, começando com o ritual costumeiro.Tirava com cuidado da pasta umas folhas brancas A4, colocando-as ao canto esquerdo da mesa. (...)
Título: O escritor famoso passou por aqui

17. Ivo Jeremias do Olho Bem Aberto: Um Homem abençoado com o dom de bem escrever.
Sua escrita apaixonava, sentia-se nas letras o seu sofrer. Sua alma escrevia por si
através de uma caneta. Perdia-se no tempo, como um grão numa ampulheta. (...)
Título: Era um escritor famoso (que já não existe)

18. Joaninha:
Mas porquê? Nada se passa sem que um porquê esteja a servir de pano de fundo… (...)
Título: Anda um escritor a passear de blog em blog

A ordem apresentada não tem qualquer significado. Respeitou-se apenas a ordem de entrada dos textos no blog. Para votarem, basta nomearem O vosso texto preferido (apenas um) nos "comentários".
Obrigada!

12 comentários:

SaltaPocinhas disse...

Eu voto na Rosarinho porque é uma rapariga muito prestável...

Rosarinho, a menina do caixa disse...

Ah pois sou! :)

maria flor disse...

Eu voto no 9, do bagaço Amarelo

a-bordo disse...

então aqui vai um voto suspeito: 9. Ivar Corceiro do Bagaço Amarelo.

Euro disse...

Rosarinho. Porque ela me prometeu favores se eu votasse nela.

Japinho disse...

Eu voto na Rosarinho da Farinha Amparo, é do best.

Azenhas disse...

Eu voto na rosarinho da farinha amparo porque ela disse que eu parecia uma chávena, e lançou-me um olhar que me derreteu...

BorboletaDeCanela disse...

Eu também sou fã desse escritor Rosarinho... ai, ai.... ainda tens a chavena????? O meu voto vai para ti. Rosarinho em força!!!!!

Rosarinho, a menina do caixa disse...

Obrigada queridos. Mas, oh Euro e Azenhas, isso não era para contar aqui! Ai ai...

Pescas disse...

Eu boto na Rosarinho porque ela depois debe-me fiar um folar para a Páscoa. Biba Rosarinho.

Pedro Pinheiro disse...

Eu voto 10 no Souselense, pois claro, o texto é inspirado... ah e o autor deixa-me lá mandar umas bicadas de quando em vez..heheh
Atribuam já o prémio ao homem.

Anónimo disse...

não sei se ainda a tempo...o que mais gostei foi do 16.