4.6.09

Memórias póstumas de um realizador (estranhamente) vivo

«Grande» (do pior!) Entrevista de Judite de Sousa sorriso olhos brilhantes a Manoel de Oliveira sereno paciente, há pouco na RTP. 100 anos, qual é o segredo da longevidade, 100 anos, como é viver com 100 anos, o que pensa do amanhã alguém com 100 anos, 100 anos, pensa na morte certamente, 100 anos, tem medo da morte, 100 anos, que projectos quer terminar, 100 anos, ah tem muitos projectos, sorriso olhos brilhantes, 100 anos, atravessou todo o século XX sem se envolver politicamente, sorriso olhos brilhantes, sou um humanista, 100 anos, foi preso pela PIDE, sorriso olhos brilhantes, a sua mulher foi um esteio na sua vida, cuidou dos filhos, sorriso olhos brilhantes, 100 anos, quando era criança já ia ao cinema, havia cinema? 100 anos, como gostaria de ser recordado? pois, mas como gostaria de ser recordado?

Se o Manoel de Oliveira sobreviver à tortura psicológica que a terrível Judite lhe infligiu, vai durar outros 100 anos. Judite, o Manoel de Oliveira É o Manoel de Oliveira, não foi... O Brás Cubas é que FOI, mas noutro século! Judite, repõe o teu cálcio...

3 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

Ou Seja: nunca na vida viu um filme de Manoel Oliveira...

e de cinéfila também não tem nada.

deviam escolhER Ana Sousa Dia ou Paula Moura Pinheiro para o entrevistar...

e tenho dito


csd

Anónimo disse...

Boa malha! :D
ricardo

Helder Magalhaes disse...

"(...) ó Judite repõe o teu cálcio"

entrou directamente para o top!

Adorei!, com beijinhos, do
Helder