20.9.05

Sonhar um impossível sonho

apeteceu-me!

sonhar um impossível sonho
suportar a mágoa das partidas
arder de uma possível febre
partir para onde ninguém parte
amar até se rasgar
amar, mesmo demasiado, mesmo mal,
tentar, sem força e sem armadura,
alcançar a inacessível estrela
eis a minha busca
seguir a estrela
pouco me importam as minhas chances
pouco me importa o tempo
ou o meu desespero
e depois lutar sempre
sem dúvidas nem repouso
condenar-me
pelo oiro de uma palavra de amor
não sei se serei este herói
mas o meu coração ficaria tranquilo
e as cidades ficariam salpicadas de lama azul
porque um infeliz
arde ainda, apesar de tudo já estar queimado
arde ainda, mesmo demasiado, mesmo mal
para conseguir esquartejar-se
para alcançar a inacessível estrela*

Jacques Brel, La Quête
Para ouvir, siga este link.


* a tradução é minha, esquartejei-me para fazer o melhor possível

7 comentários:

marquee gianni disse...

é possível.
grande abraço,mrf.

francis disse...

Divas, toujours, Divas. Gros bisous!!! :-)

hfm disse...

E fizeste muito bem.

CS disse...

E é quando nos apetece que é melhor.

nadine disse...

magnifique...je regrette de ne pas tout comprendre mais je vous remercie 1000 fois de traduire et partager cet air de Brel.
vous comprenez mieux le francais que moi le portuguais mais j'entends la musique des mots...
très joli
amitié
Nadine

MRF disse...

Nadine, merci de nous avoir donné la possibilité d'écouter la musique! et puis, il y a ton blogue que j'aime beaucoup... Sois la bienvennue chez Divas!

MRF disse...

obrigada a todos os outros, é bom partilhar os nossos gostinhos especiais ;)