3.4.06

mas mais Winx, não!*



Uma nova sonda colectou finalmente imagens dos misteriosos habitantes do planeta Uterus. São imagens pouco nítidas mas que nos permitem compreender, desde já, algumas das suas características.

Parecem apreciar viver em cavernas sobrepostas, modeladas por paredes extensíveis que assumem formas variadas.

Não medem mais de 2 cm ou 2.1 cm mas têm um coração muito potente que bate ao ritmo de um tambor africano.

Não sabendo ainda o que esperar do nosso mundo, mas já tendo ouvido falar dos paparazzi, escondem-se das câmaras, preferindo o anonimato. Uma atitude sensata!

Com o desenvolvimento da relação entre o nosso e o seu mundo, esperamos vir a captar melhores imagens.

Lisboa, 1 de Setembro de 1999, 8 semanas após a grande fusão molecular.

A acompanhar esta carta para os avós, seguiram imagens retiradas da primeira ecografia. Hoje elas fazem 6 anos. Continuamos a estreitar relações, a cruzar os nossos mundos, e não existe amor maior, como podem imaginar! Mas minhas queridas, mais Winx, não!

* a obsessão do momento: Club das Winx

6 comentários:

SaltaPocinhas disse...

Parabéns ao resultado da "grande fusão molecular"...nunca lhe tinha ouvido chamar tal coisa, ihihih!!

marquee gianni disse...

parabéns ás meninas e á mãe!
:)

Bastet disse...

:) as Winx, eh, eh, eh!!! Também sofro da mesma aversão, a minha piolha gosta muito da Musa (é a dos tótós no cabelo, acho eu) e vai também fazer seis anos no próximo dia 12. Parabéns para ti e para elas minha querida, desta mãe solidária na luta anti-winx e witch e sei lá mais o quê!

MRF disse...

obrigada a todos!

saltapocinhas, dizer aos meus pais "8 semanas após a concepção ou a grande queca" parecia-me pior lololol

bastet, uma prefere a Bloom e a outra a Stela! mas o pior é as músicas Winx, as revistas Winx, o dvd Winx a todo o tempo!!!ahhhhhhhhhhhhhhh :)))

Bastet disse...

Diz lá que não dás por ti a cantarolar. "winx com a tua mão na minha, nunca mais estarás sozinha, la, la, la, la, la..." :)

Rita disse...

Parabéns!

É uma experiência única e absolutamente maravilhosa ser-se mãe.

É lindo o rssultado da tua "fusão molecular".