23.5.12

As with rosy steps the morn


Lorraine Hunt Lieberson - Händel - Theodora - As with rosy


Georg Friedrich Händel
THEODORA
(1750)

An Oratorio
Words by Thomas Morell




17. Recitative

(...)
Irene
Ah! Whither should we fly, or fly from whom?
The Lord is still the same, today, for ever,
And his protection here, and everywhere.
Though gath'ring round our destin'd heads
The storm now thickens, and looks big with fate,
Still shall thy servants wait on Thee, O Lord,
And in thy saving mercy put their trust.

18. Air

Irene
As with rosy steps the morn,
Advancing, drives the shades of night,
So from virtuous toil well-borne,
Raise Thou our hopes of endless light.
Triumphant saviour, Lord of day,
Thou art the life, the light, the way!
As with rosy steps. . .

2 comentários:

© Maria Manuel Rocha disse...

LINDO!

Mas, cara Rosério, gostava de te agradecer as sempre gentis partilhas de poemas e estéticas, tão belos e intensos.
E gostava de agradecer a todos os que, durante estes anos (quase a fazer 4) me visitaram, leram, gostaram ou não, comentaram, deixando palavras de apreço, bastante estimulantes para mim.
Mas, nesta fase da vida, sinto indisponibilidade várias não me permitem repartir-me por várias tarefas. E não tenho conseguido ler, visitar-vos nos vossas espaços da palavra (que saudade de vos ler!)
de vez em quando,.
Não digo «adeus», até porque de vez em quando ainda venho aqui, deixar um “post”, mas com muito menos assiduidade.
Então, digo “até já! E deixo um abraço poético,
Maria Manuel

Maria do Rosário Sousa Fardilha disse...

O agradecimento é mútuo, Maria Manuel. E não, não tem sentido "adeus". A vida traz-nos boas surpresas. Imaginava lá poder encontrar-te ao vivo todas as semanas. Eu acho isso preferível a todos os espaços virtuais. Até daqui a dois dias! :)

Beijo enorme