17.12.09

Danos mentais


«O Instituto de Meteorologia informa que no dia 17-12-2009 pelas 01:37 (hora local) foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 6.0 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 100 km a Oeste-Sudoeste do Cabo S.Vicente.
Este sismo, de acordo com a informação disponível até ao momento, não causou danos pessoais ou materiais e foi sentido em todo o território do Continente, verificando-se que a intensidade máxima foi de V (escala de Mercalli modificada) na região de Lagos e Portimão.
Até ao momento foram registadas cinco réplicas de menor magnitude.»


Estava eu deitada a ler quando senti a cama elevar-se e tremer. Gostei da sensação mas fiquei inquieta. Poltergeist, pensei. Quando parou, a primeira coisa que fiz foi espreitar para debaixo da cama. Depois é que percebi que tinha ocorrido um sismo. As filhas dormiam tranquilas. Em poucos segundos, pude perceber o estado de fragilidade psíquica e física em que me encontro. Poltergeist!! E sim, a cama elevou-se alguns centímetros por causa de um sismo com epicentro a mais de 400 km de Aveiro. É assustador.(quando acordei tinha esquecido o episódio. no café em frente à escola é que não se falava de outra coisa. eu só pensava no meu delírio poltergeist e nos 15 ou 20 segundos de intensa actividade mental paranormal.)


[Imagem: Michelle Doll. Renew (2006). oil on masonite 8x10]

5 comentários:

Claudia Sousa Dias disse...

eu não. fui uma das raríssimas pessoas aqui no Norte que o sentiu.

Já não é a primeira vez aconteceu, há uns 8 anos. Dessa vez, nem cheguei a acordar totalmente.
Na madrugada de 5ª, estava entre o somo e a vigília (costumo acordar pelas 2:00 para desligar o aquecedor)quando senti a cama oscilar como se estivesse num berço, com a mão de alguém a embalar-me como quando era uma bébé de três anos... foi muito suave.

Abri os olhos e aguardei um pouco à espera que ficasse mais forte. Só nesse caso sairia debaixo dos cobertores, para enfrentar o frio, muito próximo dos zero graus. Não durou nem meio minuto. O aquecedor estava desligado (o meu pai encarregou-se disso enquanto eu dormia). Virei-me para o lado oposto cobri-me até à testa e preparei-me para dormir novamente.

-pirata-vermelho- disse...

Andas cansada...


Bejinhos

Maria disse...

Cláudia, afirmas que é delicioso(?) ser embalado por um sismo... Gosto da ideia. nada trivial.

Maria disse...

Pirata, pois... :(

mas não há-de ser grave e já aprendi a rir dos meus delírios.

beijos for you 2

Maria de Fátima disse...

em 1965 ou quatro ou seis... eu andava pelos dezasseis anos e tb só pensei em "almas do outro mundo" que era assim que se designavam esses mistérios, ao tempo
hoje...
ai, menina, olhe: hoje cuidei que era o meu marido a sentar-se na cama...
agora diga lá se não é mais poético o Poltergeuiste?