27.4.07

Não me obriguem a vir para a rua gritar

Em Viseu (Pavilhão Multiusos) está patente uma exposição de cartazes que avivam a nossa memória sobre o percurso de Zeca Afonso e a história do país onde viveu. Uma exposição em que o cartaz é uma pista que nos conduz às causas e descausas de um tempo, é a marca da resistência e do protagonismo do poeta e cantor. Cartazes pobres, descoloridos, em que se alinham eventos, misturando um espectáculo do Zeca com um filme pornográfico, cartazes de qualidade assinalando a presença do Zeca no estrangeiro, cartazes com diferentes planos fotográficos, cartazes que evocam a vida do homem. porque o mito já foi criado.

Mas em Viseu, sabe-se lá porquê, esta exposição não tem tido o apoio que merece. É por isso que vos digo, não me obriguem a vir para a rua gritar!

2 comentários:

Anónimo disse...

Corria o verão de 1978 , lá estava eu a ver o ZECA e AMIGOS num anfiteatro da feira de são mateus não era possível ( aceite no palco principal ) estavamos a ver o ZECA e a ser escrutinados pelos anti que havia muitos.

MRF disse...

Vi o Zeca em 1983 num ambiente muito diferente, sem toupeiras!

pero que las hay, hay!